Incra vai liberar terras de Vila Amazônia ao município de Parintins

O vice-prefeito de Parintins, Tony Medeiros, participou de reunião com o superintendente adjunto do INCRA, João Jornada.

Incra vai liberar terras de Vila Amazônia ao município de Parintins Notícia do dia 11/01/2019

O município de Parintins sempre enfrentou problemas ao tentar realizar ações voltadas para a comunidade de Vila Amazônia como, por exemplo, a expedição de títulos definitivos para quem mora naquela localidade. As terras de assentamento pertencem à União e são administradas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), entretanto, a realidade pode mudar dentro de alguns meses. O prefeito de Parintins, Bi Garcia, e o vice-prefeito Tony Medeiros estão trabalhando para que as terras sejam repassadas ao poder público municipal. Dessa forma, as famílias daquela área, finalmente, poderão ser donas de suas próprias terras.

 

Na quinta-feira, 11 de janeiro, Tony Medeiros reuniu com o superintendente adjunto do Incra no Amazonas, João Batista Jornada. Jornada garantiu que dentro de no máximo dois meses o instituto estará oficializando a transferência da área com a inclusão da ocupação do Colégio Agrícola e também de toda área de ocupação urbana. “Vamos fazer os ajustes no georreferenciamento e a gente acredita que em torno de dois meses os trâmites burocráticos sejam concluídos”, afirma.

 

Assim, A prefeitura dá prosseguimento ao projeto de assentamento e aglomerado urbano. “A nossa preocupação maior é justamente dar dignidade para as pessoas. Estamos trabalhando para a geração de emprego, renda, desenvolvimento e nós não vamos conseguir desenvolver, dar dignidade para as pessoas, sem titularizar as terras”, explica Tony Medeiros, destacando a importância desse momento.

 

O vice-prefeito também está à frente do processo de legalização dos aglomerados urbanos das áreas de Mocambo e Caburi que pertencem ao Estado e que também está em fase de negociação.

 

“Se Deus quiser essas terras sendo doadas para a Prefeitura. No curto espaço de tempo, nós poderemos emitir o título definitivo de cada morador que reside nesse aglomerado da Vila Amazônia, incluindo a área do Zé Açu e a área do Santo Antônio do Tracajá”, informou.