Semasth prepara caminhada para o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Antes da caminhada, a Semasth promoverá mesa redonda, panfletagens e palestras acerca da campanha.

Semasth prepara caminhada para o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes Foto: Aroldo Bruce Notícia do dia 16/05/2018

Importantes ações da Agenda de Mobilização estão acontecendo em Parintins visando o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que ocorrerá na sexta-feira, 18 de maio. Uma caminhada será realizada com saída da Praça da Liberdade, percorrendo a rua Jonathas Pedrosa, Avenida Amazonas até a Praça da Catedral de Nossa Senhora do Carmo.

 

Na quinta-feira, 17 de maio, às 14h, acontece no auditório da Escola de Tempo Integral (CETI) uma mesa redonda discutindo o desafio do enfrentamento à violência sexual no município de Parintins, com a participação das diversas secretarias municipais e instituições que compõem a rede municipal de atendimento a criança e ao adolescente e a sociedade.

 

Essa agenda de mobilização é de responsabilidade da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Habitação (Semasth), que tem à frente a secretária Zeila Cardoso. Nesse período que antecede o 18 de maio, palestras e panfletagem acontecem nas escolas da rede municipal, estadual e demais entidades que trabalham em defesa dos direitos de crianças e adolescente.

 

Assistentes sociais, psicólogos, pedagogos e orientadores sociais que atuam nos CRAS (Centro de Referência da Assistência Social), CREAS (Centro de Referência Especializado da Assistência Social) são responsáveis pelas palestras e panfletagem em suas áreas de abrangências. Escolas e centros de saúde são os alvos das ações das equipes.

 

A secretária Zeila Cardoso parabeniza a equipe pelo trabalho de mobilização e convida a comunidade parintinense para participar das ações, em especial da mesa redonda de quinta-feira (17) no CETI e da caminhada que ocorrerá na sexta-feira, 18 de maio. Zeila Cardoso diz que as crianças de Parintins devem estar protegidas de toda forma de violência.