Ministério da Agricultura e Prefeitura definem parcerias e doação da Lancha Ceres

O prefeito Bi Garcia já autorizou a licitação para a recuperação e adequação da embarcação que está em poder do município por cessão de uso.

Ministério da Agricultura e Prefeitura definem parcerias e doação da Lancha Ceres Foto: Sempa Notícia do dia 16/05/2018

A Superintendência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento–MAPA,   iniciou procedimentos para a doação à Prefeitura de Parintins da Lancha Ceres que atenderá ações de extensão rural e assistência técnica aos produtores e servirá de base de apoio para órgãos que atuam no setor primário e a todas as secretarias municipais. O prefeito Bi Garcia já autorizou a licitação para a recuperação e adequação da embarcação que está em poder do município por cessão de uso. 

O superintende do MAPA no Amazonas, Guilherme Pessoa, confirmou as parcerias com a Prefeitura de Parintins em reunião com o secretário de Pecuária, Agricultura e Abastecimento (SEMPA), Edy Albuquerque.  “Estamos trabalhando a doação da Lancha Ceres, sabemos dos impedimentos em razão do ano eleitoral, mas já iniciamos o processo para que a doação ao município aconteça”, confirmou.

A lancha Ceres foi recebida pela administração do prefeito Bi Garcia com toda a estrutura necessitando de reparos, recuperação dos aparelhos de ar-condicionado, do gerador de energia de 72hp e do motor MWM de 160hp. 

Para o secretário Edy Albuquerque, a doação da lancha, a sua recuperação e as demais parcerias que estão se concretizando com o MAPA serão primordiais para que a SEMPA possa executar o plano de ação do setor primário da gestão Bi Garcia. “Serão necessários em torno de R$ 100 mil para a reforma da lancha e a licitação já foi autorizada pelo prefeito. Essa aproximação e parceria com o Ministério da Agricultura será fundamental para novos investimentos no setor primário”, comentou.

Outras ações também foram definidas entre Prefeitura e MAPA. Um workshop está na programação para que o Ministério da Agricultura possa ouvir as demandas do município e incluí-las nos programas disponíveis no órgão federal. “O ministério tem uma série de recursos para capacitação, recursos provenientes de emendas destinados à compra de patrulha agrícola e investimentos no setor. Temos um leque grande e precisamos definir prioridades por meio da articulação política necessária para a viabilização”, explicou.

O Mapa é responsável pela gestão das políticas públicas de estimulo à agropecuária, pelo fomento do agronegócio e pela regulação e normatização de serviços vinculados ao setor. Dentro dessa visão, a Prefeitura vai discutir no workshop, projetos relacionados a agroindústrias e frutas regionais, indústria de beneficiamento de mandioca, laticínios e como trabalhar a parte de certificação orgânica. “Temos um mercado promissor dos produtos orgânicos e precisamos trabalhar orientando os produtores, organizando uma certificadora do próprio município para que a gente possa participar do mercado dos produtos orgânicos, principalmente dentro do que chamamos de mercado institucional que é a merenda escolar, tanto do município como do estado, e também dos programas de aquisição de alimentos da Conab”, informou Albuquerque.

Albuquerque comemora a possibilidade positiva na parceria Prefeitura e Superintendência do MAPA que visa a captação de recursos para treinamentos, capacitações do corpo técnico da PMP e outros técnicos que atuam nos setores que prestam assessoria técnica aos produtores rurais.