Missa e iluminação rosa da Catedral marcam abertura do Outubro Rosa em Parintins

Neste mês, a Prefeitura disponibiliza de uma oferta de exames preventivos e de mamografia maior nas unidades de saúde do município.

Missa e iluminação rosa da Catedral marcam abertura do Outubro Rosa em Parintins Foto: Márcio Costa Notícia do dia 11/10/2017

Uma missa em ação de graças e iluminação em rosa da fachada da Catedral de Nossa Senhora do Carmo marcaram a abertura oficial do Outubro Rosa na cidade de Parintins na noite desta terça-feira, dia 10. Após a celebração da missa os participantes seguiram para frente da igreja onde soltaram balões simbolizando a luta contra os cânceres de mama e colo do útero.

A Prefeitura de Parintins disponibilizará maior oferta de mamografias e de preventivos nas unidades de saúde do município, além de palestras, exposições fotográficas, distribuição de material informativo, e até mesmo cirurgias de mama com o mastologista Sebastião Marden. A Secretaria de Saúde promoveu a compra de mais kits preventivos para suportar a demanda nesse período.

A subsecretária de Saúde, Daizes Pimentel, parabenizou o prefeito Bi Garcia e o vice Tony Medeiros por investir na campanha estruturando uma das áreas mais importantes que é a oferta do exame de mamografia. Ela lembra que o aparelho estava desativado e por um esforço da gestão o mesmo voltou a funcionar no mês de abril, beneficiando mais de 600 mulheres.

Daizes lembra ainda que hoje Parintins tem aproximadamente 80 mulheres que estão em tratamento  contra o câncer na Fundação Cecon em Manaus. Ela não tem dúvidas que a busca por ajuda precoce ajudará e muito que a doença seja combatida com maior eficácia.

A vereadora Vanessa Gonçalves também compareceu à celebração afirmando que a Prefeitura está de parabéns por investir na campanha Outubro Rosa que tem como meta salvar vidas. Ela parabenizou o prefeito Bi Garcia pelo comprometimento em prol a saúde da mulher parintinense.

A gerente da Saúde da Mulher, Tatiana Vieira ressalta, que as parintinenses podem procurar as unidades de saúde para fazer o agendamento do seu atendimento. Ela informa que por conta de uma decisão recente da Justiça que proíbe os enfermeiros de consultar e receitar, a Secretaria está se adequando e que não haverá prejuízo para as pacientes.