Menu

Prefeitura vai assumir gestão do Entreposto Pesqueiro

O prefeito Bi Garcia manifestou o interesse na gestão do Entreposto Pesqueiro em reunião com o deputado federal Silas Câmara e o vereador Marcos da Luz.

Prefeitura vai assumir gestão do Entreposto Pesqueiro Foto: Peta Cid Notícia do dia 18/04/2017

O Instituto Brasileiro de Recursos Naturais Renováveis-IBAMA está finalizando o procedimento de cessão do Entreposto Pesqueiro para a Prefeitura de Parintins que terá a competência da gestão visando o ordenamento e a geração de emprego e renda da atividade pesqueira no município.

O chefe do escritório regional do IBAMA, Joel Araújo, anunciou em reunião com o secretário de Pecuária, Agricultura e Abastecimento, Edy Albuquerque, que as questões burocráticas da documentação que trata da cessão estão adiantadas e que está sendo feito um levantamento completo das máquinas, equipamentos e de todos os bens patrimoniais do entreposto que constarão de um relatório para ser entregue à Prefeitura de Parintins.

O secretário Edy Albuquerque, disse que o prefeito Bi Garcia manifestou o interesse na gestão do entreposto em reunião com o deputado federal Silas Câmara e o vereador Marcos da Luz.  “O prefeito Bi Garcia já se articula em Brasília em busca de recursos para investir na atividade pesqueira”, adiantou Edy.

De acordo com ele, o município tem urgência em regulamentar e ordenar o comércio da pesca que ainda é praticado sem um controle de sanidade, uma vez que a entrada do produto é feita sem local específico. A proposta em médio prazo seria instituir um porto único para recebimento do peixe com ordenamento e fiscalização sanitária, nos mesmos moldes como é feita a entrada da carne. “Hoje nós sabemos quantas toneladas de carne são consumidas em Parintins semanalmente. Já com o pescado não temos esse controle porque o produto entra por vários portos. Nossa ideia é receber pescado com todas as condições higiênicas e sanitárias exigidas pelo Ministério da Agricultura”, salientou.

O secretário acredita que de cada R$100,00 que movimenta o comércio de alimentos, pelo menos R$15,00 é com a venda de peixe. “Mas precisamos ter um levantamento real dessa atividade”, esclarece.

A cessão do terminal de pesca para o município vai proporcionar um porto seguro porque valoriza o pescado e o pescador poderá confiar seu produto e depositar a esperança de obter uma renda melhor.  Além de áreas para recepção, seleção, beneficiamento e comercialização dos produtos, o entreposto assegura espaço para armazenamento de gelo e conta com três câmaras frigoríficas. O local deverá passar um processo de manutenção dos equipamentos para o pleno funcionamento.  

Secretarias Prefeitura de Parintins