Menu

Bela Tupinambá investe em matéria-prima extraída da natureza para confecção de biojóias

Atuando há um ano e meio no mercado, a Bela Tupinambá investe em elementos da natureza para confecção de biojóias.

Bela Tupinambá investe em matéria-prima extraída da natureza para confecção de biojóias Notícia do dia 11/01/2017

Atuando há um ano e meio no mercado, a Bela Tupinambá investe em elementos da natureza para confecção de biojóias. A empresa conta com uma demanda considerável no setor de exportação por ser reconhecida por sua diversidade de sementes. A venda de biojóias é trabalho do empresário Lucas Bruce e do sócio Mateus Maia.

 

De acordo Lucas os assessórios já são conhecidos internacionalmente. “Trabalhamos para Portugal, Chile onde temos clientes fixos que utilizam a biojóia, e esse é o mercado que mais cresce no mundo e como tudo é relacionado a Bio (vida) esse produtos tem uma grande visibilidade por estarem relacionados a floresta, a preservação”, ressaltou.

 

São pulseiras, brincos, anéis, colares e gargantilhas da Amazônia, produzidas peça a peça, em cada semente da biodiversidade vegetal.

 

Cada peça é desenvolvida baseada em histórias e lendas, inspiradas nas belezas da Amazônia. O foco da coleção está nos acessórios feitos com todos os estilos de sementes.

 

Para adquirir as biojóias da Bela Tupinambá é só entrar em contato pelo telefone 9299264-2717

 

 

 

Secretarias Prefeitura de Parintins